Programa nacional do PPS mostra esquerda democrática que apoia impeachment

Programa nacional do PPS mostra esquerda democrática que apoia impeachment

O Partido Popular Socialista exibiu na última quinta-feira (30), em rede de rádio e televisão, seu programa nacional com enfoque na liderança do partido para aprovação da abertura do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.

Diante da corrupção, da crise ética e do caos econômico provocado pela gestão irresponsável do PT, o PPS se apresenta como partido da esquerda democrática comprometido com um Brasil mais justo, menos desigual e que não tem medo de falar a verdade.

O presidente do PPS, deputado Roberto Freire (SP), fala do compromisso assumido pela sigla com o governo de transição do presidente interino Michel Temer, para a aprovação das reformas necessárias ao enfrentamento da crise econômica provocada pelo PT.

Freire também conclama os brasileiros a manter a mobilização para a aprovação definitiva do afastamento de Dilma do governo pelo Senado.

No programa, o senador Cristovam Buarque reafirma o engajamento do partido com a democracia, desrespeitada nos últimos treze anos pelos petistas, e mostra que é possível a consolidação de uma esquerda ética, democrática e comprometida com o futuro do País.

O deputado Rubens Bueno (PR), líder do PPS na Câmara, relembra no programa os escândalos de corrupção na gestão petista, endossa apoio à força-tarefa da Operação Lava Jato e diz que a bancada do partido “trabalha por um Brasil mais ético, decente e de mãos limpas”.

Em depoimentos, os dirigentes e parlamentares do PPS também defendem prioridade para as ações de combate ao desemprego e a inflação, para o Brasil voltar a crescer com uma gestão qualificada na saúde, educação e segurança pública.